sábado, 19 de novembro de 2011

Desembargadora federal defende processo penal mais duro para Judiciário brasileiro

Desembargadora Marli Ferreira acha a legislação brasileira muito generosa
A desembargadora federal Marli Ferreira defende um processo penal mais rigoroso para os suspeitos de crimes no Brasil. De acordo com ela, o excesso de recursos permitidos pelo Judiciário brasileiro faz com que haja uma sensação de impunidade na sociedade. 
- Temos uma legislação muito generosa com coisas erradas, muito elástica na interpretação. Deveríamos seguir o modelo americano, com punição e absolvição rápidas. Temos um sistema recursal perverso. A legislação é muito favorável a quem erra. 
Para a desembargadora, as pessoas que cometem ilícitos “têm que ter certeza que não ficarão impunes”, pois quem comete infrações penais atinge não apenas a vítima, “mas toda a sociedade”. 
A desembargadora diz discordar, ainda, da posição do Supremo Tribunal Federal de restringir o uso de algemas. 
- Se você for pego em flagrante deve sair algemado. É assim no mundo inteiro, mas aqui o Supremo não acha. 

Fonte: R7

Nenhum comentário:

Postar um comentário